Home
Botao pesquisar - Imip

SAD - Serviço de Assistência Domiciliar

SAD/IMIP oferece assistência médico social nas comunidades

Em 2010, o IMIP passou a oferecer o Serviço de Assistência Domiciliar (SAD) aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), moradores do Distrito Sanitário I e V, que contemplam os bairros de Afogados, Areias, Barro, Bongi, Caçote, Coqueiral, Curado, Estância, Jardim São Paulo, Jiquiá, Mangueira, Mustardinha, San Martin, Sancho, Tejipió e Totó. O serviço presta assistência médica domiciliar a usuários portadores de doenças crônicas.

O SAD/IMIP foi implantado dentro dos modernos preceitos de atendimento global, com características de suporte humano e social fora das fronteiras da instituição, fruto de um convênio entre a Secretaria Municipal de Saúde e o IMIP. Este serviço tem disponibilizado assistência a pacientes que não podem comparecer ao atendimento ambulatorial, mas que também não necessitam ficar internados em unidades hospitalares. O objetivo é prestar um apoio global ao paciente em seu domicílio, prevenindo ao máximo as internações e possibilitando o convívio familiar.

O serviço está sediado no primeiro andar do Hospital Pedro II, no Complexo Hospitalar do IMIP, e é coordenado pela geriatra e especialista em Cuidados Paliativos, Mirella Rebelo. O SAD é constituído por equipes multidisciplinares formada por médicos, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional, nutricionista, fonoaudiólogo, psicóloga, farmacêutico, assistente social e enfermeiros. As visitas serão programadas e suas ações relacionadas à promoção da saúde, prevenção de agravos e assistência para reabilitação visando à reintegração social.

Cerca de 800 novos profissionais foram somados ao quadro do IMIP para atuarem na atenção à saúde, qualificação profissional e pesquisas voltadas a essa população de aproximadamente 76.000 índios. Este desafio se soma ao trabalho que o IMIP desenvolve há vários anos, juntamente com o MS e a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS), como instituição consultora e colaboradora na saúde infantil indígena.

A Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas integra a Política Nacional de Saúde, compatibilizando as determinações das Leis Orgânicas da Saúde com as da Constituição Federal, que reconhecem aos povos indígenas suas especificidades étnicas e culturais e seus direitos territoriais. Esta política requer a adoção de um modelo complementar e diferenciado de organização dos serviços - voltados para a proteção, promoção e recuperação da saúde -, que garanta aos índios o exercício de sua cidadania nesse campo.

Para tanto, foi criada uma rede de serviços nas terras indígenas, de forma a superar as deficiências de cobertura, acesso e aceitabilidade do Sistema Único de Saúde para essa população. Para que esses princípios pudessem ser efetivados, foi necessário que a atenção à saúde se desse de forma diferenciada, levando-se em consideração as especificidades culturais, epidemiológicas e operacionais desses povos.
Com o objetivo de atender grande parte das demandas de saúde das comunidades indígenas, os Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) possuem Polos Base para o atendimento dos indígenas. Os polos são a primeira referência para as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) que atuam nas aldeias.

Logo - Imip

(81) 2122.4100

Rua dos Coelhos | 300 Boa Vista - Recife - PE - Brasil | CEP 50070-550

(81) 2122.4100