Home
Botao pesquisar - Imip

busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Ísis Lima

Em Pernambuco, vacina de febre amarela fará parte da rotina de imunização

A partir deste primeiro semestre de 2020, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), através da Superintendência de Imunizações e das Doenças Imunopreveníveis da, incluirá a vacina de febre amarela na rotina de imunização dos pernambucanos. 

Com isso, a vacina de febre amarela estará disponível para a população diariamente nos postos de saúde, integrando o calendário vacinal, assim como as doses contra doenças como sarampo e caxumba. A estratégia começa pelo Agreste e Zona da Mata em janeiro e, para todo o Estado, apenas a partir de março. A determinação de ampliar e incluir a vacina de forma rotineira é uma proposta do Ministério da Saúde (MS) para todo o Brasil. Atualmente, o imunizante já é ofertado rotineiramente em 19 Estados.

A SES-PE investiga a morte de, pelo menos, 14 saguis em um condomínio em Aldeia, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. A suspeita de febre amarela como causa dos óbitos acendeu o alerta da população.

Até então, Pernambuco estava incluso nas áreas sem recomendação de vacinação (ASRV) por não ser território de risco para a doença - o último caso de febre amarela no Estado foi em 1938, ou seja, são mais de 80 anos sem a circulação do vírus. Mesmo assim, para concluir a agenda da ampliação da vacina para todo o território nacional, a região Nordeste passa a fazer parte dessa ação preventiva. A proteção será voltada para crianças de 9 meses até adultos de 59 anos. A novidade é que será introduzida a dose de reforço de febre amarela para todas as crianças aos 4 anos de idade. Acima dessa faixa etária, será necessária apenas uma dose.

Esquema vacinal

O esquema vacinal completo será de uma dose da vacina aos 9 meses de vida da criança e outra dose de reforço aos 4 anos de idade.

Crianças, jovens, adolescentes e adultos, de 5 a 59 anos, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação, devem tomar apenas uma dose da vacina. Quem já recebeu uma dose da vacina acima de 5 anos de idade pode ser considerado vacinado.

Gestantes, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação, e mulheres que estejam amamentando crianças com até 6 meses de vida, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação, não há indicação para imunização.

Para pessoas com 60 anos ou mais, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação, o serviço de saúde deverá avaliar a pertinência da vacinação, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos nessa faixa etária e/ou decorrentes de comorbidades.

No caso de viajantes internacionais, a orientação é seguir o Regulamento Sanitário Internacional (RSI) que recomenda uma única dose na vida. O viajante deverá se vacinar pelo menos 10 dias antes da viagem.

Com informações do Portal da Saúde da SES*

Publicado em 09/01/2020 08:41

busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Ísis Lima

Logo - Imip

(81) 2122.4100

Rua dos Coelhos | 300 Boa Vista - Recife - PE - Brasil | CEP 50070-902

(81) 2122.4100