Home
Botao pesquisar - Imip

Realize uma busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Scharlene Guedes

Contato: 81 2122.4724

ANIVERSÁRIO

Pró-reitor da UFPE profere a XXII Conferência Fernando Figueira

  • Crédito:
  • Crédito:
  • Crédito:
  • Crédito:
  • Crédito:
  • Crédito:

As celebrações da semana em torno do 56º aniversário do IMIP começaram com a Conferência Fernando Figueira na manha desta segunda-feira (13). O pró-reitor acadêmico da UFPE, Prof. Paulo Sávio Angeiras de Goes, ministrou a palestra “A Importância da Atenção Primária na Formação dos Profissionais de Saúde”. O conferencista recebeu as boas-vindas do presidente da casa, Prof º Gilliatt Falbo, que falou sobre a importância da atenção básica como pedra essencial para o bom funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS). “É fundamental reconhecer a dificuldade em estruturar a rede num país com 200 milhões de habitantes para impedir que a população adoeça”, disse o presidente apontando a necessidade de mudança de mentalidade dos profissionais de saúde para valorizar o setor da atenção primária.

Além do presidente do IMIP, a mesa foi composta pela superintendente-geral, Tereza Campos, e pelas superintendentes de Atenção à Saúde, de Ensino e Pesquisa e de Administração e Finanças, respectivamente, Fátima Rebelo, Afra Suassuna e Maria Silvia Vidon, e ainda pelo diretor acadêmico da FPS, Carlos Figueira.

O Prof. Paulo Goes iniciou a palestra refletindo sobre a necessidade de ampliar o conceito de doença e as implicações do processo saúde-doença na prática da saúde primária, sobretudo na formação de profissionais de saúde. “As desigualdades sociais são um dos principais determinantes de saúde”, apontou. Entre as “armadilhas da pobreza biomédica”, o vice-reitor listou o empobrecimento a longo prazo, a redução no acesso à assistência à saúde, a morbidade não tratada e o uso irracional de drogas. Há uma necessidade, ainda segundo o pró-reitor, de empoderamento dos indivíduos, conscientes das próprias necessidades, para fazerem uso da cidadania e ter garantido o acesso ao SUS e suas diretrizes de equidade, integralidade e universalidade.

De acordo com o conferencista, inúmeras mudanças sociais, éticas, econômicas e políticas observadas em âmbito mundial atingem de modo incisivo os sistemas de saúde não apenas do Brasil, mas do mundo inteiro. “O SUS tem assumido papel ativo na reorientação das estratégias de cuidado, tratamento e acompanhamento da saúde individual e coletiva, e é neste mesmo sentido que se apresenta a necessidade de rever os modos de formação para se atuar neste sistema de saúde”, disse.

O Prof. Paulo Goes finalizou a conferência apontando o SUS como um sistema ainda em construção, com problemas a seres resolvidos e desafios a serem enfrentados e a necessidade de um novo olhar por parte dos profissionais de saúde. “É fundamental a mudança de mentalidade do pensamento linear para a o pensamento complexo”, ressaltou. Ao término da conferência, o pró-reitor Paulo Goes recebeu o diploma e a placa de conferencista do presidente do IMIP, Prof. Gilliatt Falbo, e da superintendente-geral, Tereza Campos.

Publicado em Mon Jun 13 11:22:00 CDT 2016

Realize uma busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Scharlene Guedes

Contato: 81 2122.4724

Logo - Imip

(81) 2122.4100

Rua dos Coelhos | 300 Boa Vista - Recife - PE - Brasil | CEP 50070-550

(81) 2122.4100