Home
Botao pesquisar - Imip

busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Ísis Lima

Saiba como prevenir a dependência das redes sociais

Especialistas em saúde mental alertam que o uso das redes sociais pode ser viciante e pode causar dependência, ansiedade, irritabilidade e até depressão. Durante o isolamento na pandemia, o uso da tecnologia aumentou significativamente, em especial, entre os jovens.

Segundo o coordenador da residência de Psiquiatria do IMIP, Fred Maciel, as angústias são individuais e cada pessoa reage diferente. “O número de jovens ansiosos e deprimidos só faz crescer. Estão cada vez mais conectados, com novos padrões de beleza e pouco convívio social. Dependem de algumas curtidas ou likes para saberem se estão agradando e se estão dentro das certezas virtuais”, afirma o médico.

Entre as causas mais reconhecidas da dependência das redes sociais se encontra a baixa autoestima, a insatisfação pessoal, a depressão ou hiperatividade e, inclusive, a falta de afeto, carência que muitas vezes os adolescentes tentam preencher com os famosos likes.

De fato, muitos jovens os procuram quase compulsivamente para experimentar uma intensa — mas sempre breve — sensação de satisfação que, no entanto, pode ser contraproducente uma vez que os tornam dependentes, ao longo do tempo, da opinião dos outros.

Os adolescentes são os que correm um maior risco de cair na dependência, de acordo com o médico, por três motivos fundamentais: tendência para a impulsividade, a necessidade de terem influência social ampla e expansiva e, finalmente, a necessidade de reafirmar a identidade de grupo.

Sintomas da dependência das redes sociais

• Nervosismo quando não se tem acesso à Internet, a rede social não funciona ou está mais lenta do que o habitual.

• Consultar as redes sociais assim que se levanta e antes de se deitar.

• Sentir-se inquieto se não tiver o smartphone ao alcance da mão.

• Caminhar utilizando as redes sociais.

• Sentir-se mal se não receber likes (curtidas), retweets ou visualizações.

• Usar as redes sociais enquanto dirige.

• Sentir a necessidade de compartilhar qualquer coisa da vida diária.

• Achar que a vida dos outros é melhor do que a sua, em função do que vê nas redes.

• Fazer check-in para cada local ao qual vai.

Como prevenir a dependência das redes sociais

Assim como acontece com todas as dependências, prevenir é mais fácil do que remediar. Neste sentido, existem algumas práticas simples que são muito eficientes para evitar esse uso excessivo das redes sociais que acaba desencadeando a dependência. Entre as mais eficientes se encontram as seguintes:

- Estabelecer um tempo mínimo de 15 minutos entre conexões.

- Prescindir do celular em momentos-chave do dia (café da manhã, almoço ou jantar).

- Desativar as notificações automáticas.

- Ativar o modo silencioso do celular e não utilizá-lo, nem como relógio, nem como despertador, para evitar a tentação.

- Estabelecer um tempo mínimo por dia para desenvolver atividades totalmente desconectadas — como praticar esporte, ler ou ouvir música.

- Reduzir o número de amigos nas redes sociais.

- Eliminar aplicativos e abandonar grupos de WhatsApp prescindíveis.

Publicado em 21/10/2020 07:08

busca

Arquivos

ASCOM

Juliana Guerra

Maiara Andrade

Ísis Lima

Logo - Imip

(81) 2122.4100

Rua dos Coelhos | 300 Boa Vista - Recife - PE - Brasil | CEP 50070-902

(81) 2122.4100

Usamos cookies e métodos semelhantes para reconhecer os visitantes e lembrar suas preferências. Ao escolher "CONCORDO", você concorda com o uso de todos os métodos por nós e por terceiros. Para saber mais consulte nossa Política de Privacidade.

CONCORDO